lb.fortes@uol.com.br

http://twitter.com/leandrofortes

93 Respostas to “Meu e-mail e twitter”

  1. Marcondes Witt Says:

    Neste seu novo endereço, não encontrei o serviço RSS, que costuma ser disponibilizado pelo WordPress.
    Facilita manter-se atualizado através de agregadores, como o Google Reader, dispensando a visita periódica ao blog atrás de atualizações.

    1. Jônatas Andrade Says:

      Caro Leandro,
      Faço minhas as colocações feitas pelo Marcondes.
      Abraços,

      1. Daniel Mesquita Says:

        Se vocês são usuários do Google Reader o que se deve fazer é clicar em add a subscription (canto superior direito) e procurar por Brasilía eu vi. Se não me engano é o primeiro resultado.

    2. simone pereira Says:

      Prezado Leandro
      eu mandei um e-mail muito importante para você. você leu ? gostaria de resposta, caso contrario eu encaminharei a outra pessoa…


      1. Não recebi.
        abs

      2. leandro Says:

        eu li sim e eu li tudinho o que voce me mandou ee eu to escrevendo isto porque eu li e vosse tem que ler tudo tambem

      3. carol Says:

        vai toma no cu fi da puta


    3. A vitória alivia a dor da ferida aberta.
      Mas… E o Gilmar Mendes? Até quando vai continuar no cargo? Sua figura patética e de diversos outros ministros enxovalham a suprema corte brasileira, e vão continuar lá.
      Uma pena que isso não sirva também para livrar a sociedade dessa podridão toda.

    4. soely Says:

      mais se eu to acabando de fazer meu twitter

      1. crislane Says:

        huuum

    5. douglas Says:

      vei na boa vc nao sabe de nada ta bom

  2. Mlima Says:

    http://www.cedeplar.ufmg.br/seminarios/seminario_diamantina/2008/D08A106.pdf

    As discussões sobre os marcos regulatórios da mineração e as
    propostas para o desenvolvimento da indústria do manganês e do ferro
    em Minas Gerais: 1889 a 1912.
    Paulo Coelho Mesquita Santos1.

  3. Alceu Says:

    Prezado Leandro Fortes, primeiro quero agradecer pelo seu trabalho esclarecedor, segundo, se possivel, gostaria que vc emitisse uma opinião sobre o que ocorreu na USP. Não li nada daqueles que defendem a ação da policia paulista sobre o fato, comprovado por estas imagens (http://www.midiaindependente.org/pt/blue/2009/06/448656.shtml), da falta de identificação na farda do policiais paulista (inclusive, o que é muito mais grave, os oficiais).
    Será que a Juiza Civil também ordenou tal conduta?
    Está não é uma grave demonstração de facismo?
    Abraços e obrigado, mais uma vez, pelo seu trabalho.

  4. Jovino Pereira Says:

    … é a partir do conhecimento de opiniões distintas que fazemos nossa análise crítica e formamos nossa própria opinião. Esse caso do DIPLOMA PARA EXERCÍCIO DO JORNALISMO foi a confirmação dessa afirmação anterior. Sou ADMINISTRADOR e já fiz por duas vezes vestibular para COMUNICAÇÃO / JORNALISMO na UFBA e passei. Comecei a cursar, mas em ambas as oportunidades não pude seguir em frente, mas não desisti ainda de um dia enveredar por esse caminho, pois vejo a atividade do JORNALISTA como FUNDAMENTAL PARA A SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA. Entretanto, como diria Raul, sou uma METAMORFOSE AMBULANTE a respeito dessa questão do DIPLOMA, já fui a favor, já fui contra, voltei a ser a favor, ontem fiquei contra e agora lendo seu texto, novamente me ponho em dúvida… será que sou “um maria vai com as outras?”… NÃO, DEFINITIVAMENTE NÃO, pois nunca efetivamente formei uma opinião definitiva, mas agora quero formá-la e para isso cabe provocações. Será que o DIPLOMA efetivamente é a garantia de qualidade jornalística para os milhares de pequenos veículos de comunicação espalhados por esse Brasil afora?… Em plena ERA DA CONECTIVIDADE DA INFORMAÇÃO, será essa a garantia?… é uma provocação… mas algo efetivamente me preocupa na decisão do SUPREMO, não a decisão em si, mas a argumentação de dois de seus membros, “gilmar e celso”… um fez uma analogia com cozinheiro e outro com babá… efetivamente não é razoável fazer tal link, por mínimo que ele seja, mas ele veio de dois ministros da maior corte do país, o supremo tribunal federal (em minúsculo mesmo), e eles são formados em direito… e se fossem jornalistas autoditadas?…


  5. Caro mestre,

    é com pesar que me confirmaram que te perdemos do IESB, mas venho cá para comentar teu texto do AI5 Digital…

    Tenho mantido contato com uma galera do FMPB,
    Fórum Música Pra Baixar

    que irá realizar encontro este mês em porto Alegre. Vale dar uma conferida e quem sabe até pautar, pois tb há uma parte do grupo ligada ao Software Livre e está correndo atrás de agitar o Moviemnto contra este AI5 e pelo acesso democrático a arte.

    Pode ser pauta. A mobilização está tomando corpo nacional. E tem apoio de algumas figuras da música, como GOG(daqui) e Teatro Mágico.

    Sorte e gostei muito do blog…

    salve
    Vinícius Borba

  6. paulo Says:

    Leandro,

    Também conheci o Maranhão de perto e conheço as mesmas mazelas que fizeram história no Piauí, no Pará…
    A propósito dos “Atos secretos”, no site proponho que deixe de ser chamado “secreto”, visto que nunca foi tal… de fato foram “Atos Escondidos” da população e assim deveriam ser chamados.
    “Atos Escondidos” da população.
    Abraço

  7. paulo Says:

    A propósito dos “Atos secretos”, no site
    http://psic-paulorech.livejournal.com/9496.html
    proponho que deixe de ser chamado “secreto”, visto que nunca foi tal… de fato foram “Atos Escondidos” da população e assim deveriam ser chamados.
    “Atos Escondidos” pelos nossos pseudo-representantes, porque sabedores que a população não sustenta esse tipo de atitude!
    Abraço

  8. Luís Antonio goulart, SC Says:

    Alô Leandro. Um exemplo de sabujismo aqui na Serra Catarinense. É que eu sou meio “verde” nessas ferramentas de internet. Mas vá ao site: saojoaquimonline !!!!!Trata-se de um jornal eletrônico daqui. Procure “PT quando oposição”, coisa assim. Note a foto do senador serrano Raimundo Colombo, DEM, descendo a lenha na Petrobras. É uma foto-montagem onde o púlpito é o emblema da empresa e ao lado dessa coisa política, aparece o presidente Lula com uma bandeirinha do PT. Jornalismo de nona categoria. Veja o que pode fazer.
    Abraços Fortes pra você….

  9. Cassiano Libório Says:

    Caro Leandro,

    Admiro muito o seu trabalho aguerido no combate às safadezas desses políticos que temos que aturar no Brasil. Moro em Petrolina -PE e vejo diariamente um exemplo de descaso com o dinheiro público. A ponte presidente dutra, que liga Petrolina a Juazeiro e Pernambuco à Bahia está inacabada. Falta a conclusão do lado da Bahia. Os problemas de engarrafamento continuam. Gostaria que fosse feito algum comentário, reportagem ou investigação sobre os reais motivos que travam a conclusão da obra.

  10. Cid Benjamin Says:

    Grande Leandro
    Estou repassando para os amigos seu magnífico texto.
    Escrito com a indignação dos homens de bem diante da promiscuidade, cada vez mais comum, entre o público e o privado, ele é um exemplo de jornalismo.
    Parabéns e um forte abraço
    do
    Cid Benjamin

  11. Gabriella Says:

    Finalmente alguem que tem a coragem de desinstalar o “todopoderoso”!
    Gabriella

  12. Daniel Muniz Says:

    pra quem tava perguntando sobre o rss e ainda não encontrou:
    https://brasiliaeuvi.wordpress.com/feed/rss/

  13. Daniel Says:

    Prezado Leandro,

    Li a reportagem “Dantas, o minerador” e gostaria de tecer alguns comentários. Sou profissional da área de mineração e o conhecimento que tenho sobre a legislação mineral vigente, permite-me concluir que as atividades de pesquisa da empresa GME4 são legítimas.

    O problema está na legislação a qual não está atualizada com os anseios da sociedade. O Código de Mineração é de 1967 e, na época, tinha a função de fomentar a atividade mineral, a qualquer custo. Hoje, entretanto, a sociedade brasileira exige que a atividade mineral seja devidamente regulamentada de forma a compensá-la pela exaustão de suas riquesas e, também, por todos os problemas inerentes à mineração.

    Desde 1967, uma série de Decretos e Portarias foram publicados de forma a “contornar” as novas necessidades da nossa sociedade, porém até hoje não houve um verdadeiro esforço político para se reformar o Código de Mineração. Esta situação, provavelmente, atende aos interesses de “bandidos” que querem manchar a imagem da mineração brasileira. Desta forma, a mineração será confundida com alguma atividade ilegal, que realiza a usurpação de bem público.

    Porém, cabe ressaltar que a atividade de mineração é de alto risco e envolve enormes quantias de capital para os investimentos. E nesse ponto é onde a mineração torna-se atrativa para grupos empresariais “lavarem dinheiro” obtido de forma ilícita. Principalmente nos últimos anos, quando houve uma grande procura por metais e ocorreu uma supervalorização das reservas minerais.

    Diante do exposto, gostaria de contribuir com o meu ponto de vista sobre o assunto e tentar esclarecer que a atividade de mineração é desempenhada, em sua maior parte, por profissionais sérios e cientes das suas responsabilides. O que falta para o nosso setor é um maior zelo com os instrumentos de regulação, seja pela atualização do Código de Mineração e pela reestruturação do DNPM, seja pelo controle das atividades finaceiras de grandes grupos empresariais.

    Um abraço,

  14. Eliana Says:

    Olá Leandro, acompanho o seu site diariamente e gosto muito da forma como vc faz jornalismo.

    Então, gostaria de colaborar com uma informação para apimentar um pouco mais a notícia que saiu na Folha sobre o estudante de direito, Luiz Gustavo Amorim, namorado de Rafaela Sarney, filha adotiva da governadora do Maranhão, Roseana Sarney.

    Soube que ele trabalha na Secretaria de Geologia e Mineração, dentro da sala onde são analisados os processos de outorga de concessão de lavra do país inteiro. A reportagem mostrava que ele era um funcionário fantasma, mas agora ele pode ter acesso a informações privilegiadas sobre os processos que transitam naquela Secretaria.

    Vc não acha que seria melhor que ele trabalhasse como estágiário em outra seção menos estratégica?

  15. Geraldo Brasil Silverio Says:

    Sem entrar no mérito de quem falou, podemos dizer que “jamais na história deste país, nós vimos tal exemplo de dignidade, e devemos mostrar isso ao povo brasileiro.
    “Lula tem 15 irmãos e algo como 100 parentes. Desde que Tomé de Souza chegou a Salvador, nenhuma família de governante teve tão poucas relações com o Estado como a dos Silva. Mais: nenhuma veio de origem tão modesta e continuou a viver em padrões tão modestos”. ELIO GASPARI

  16. Jônatas Andrade Says:

    Olá,
    Consegui o endereço do feeds do blog. Estou inscrito e acompanhando todas as suas atualizações. A busca tem que ser feita por “Brasília eu vi”.
    Abraços,
    Jônatas

  17. Luanda Figueiredo Says:

    Leandro, lá vem chumbo grosso:

    24/07/2009
    QUANTO É ?

    Ao povo brasileiro e aos internautas, a revista “Quanto É ” ( ISTO É ) dessa semana está preparando uma ofensiva mentirosa contra mim, a equipe de policiais e a operação Satiagraha, ao entrevistar o banqueiro bandido, condenado, Daniel Dantas, lançando ilações no resultado operacional da investigação policial de combate a corrupção, crimes financeiros, lavagem de dinheiro, formação de quadrilha e organização criminosa.

    A preparação da pretendida calúnia, difamação ou injúria está caracterizada via e mail a seguir reproduzido:

    ISTOÉ – URG
    Cláudio DantasCaro Dr. Protógenes, o Daniel Dantas deu entrevista para a Istoé dizendo que …
    01:40 (13 horas atrás)

    Cláudio DantasCarregando…01:40 (13 horas atrás)
    Responder |Cláudio Dantas para mim
    mostrar detalhes 01:40 (13 horas atrás) Responder
    Caro Dr. Protógenes,
    o Daniel Dantas deu entrevista para a Istoé dizendo que o senhor é desonesto, e que a Satiagraha teria sido paga com dinheiro de partes interessadas. Diz que o dinheiro foi apreendido na casa de Hugo Chicaroni foi plantado e que muitas provas foram forjadas.

    Poderia se pronunciar sobre essas acusaçõe, por gentileza? Pode me ligar, por favor. A entrevista será publicada na edição do fim de semana, e estamos ouvindo vários outros personagens citados pelo DD, ok

    Muito obrigado,

    Claudio Dantas Sequeira
    Revista IstoÉ – Brasília
    55 61 3321-1212
    55 61 8177-2494

    Contudo, a exemplo das matérias anteriormente produzidas, não merecem qualquer tipo de comentários a respeito de assuntos mentirosos, pois esse veículo de comunicação tem comportamento duvidoso, em razão de suas ligações históricas e interesses empresarias com o grupo do banqueiro, bandido, condenado Daniel Dantas.

    Ademais, a revista em comento tem um histórico que credencia muito bem o seu compromisso com a mentira. Veja:
    IstoÉ é condenada por acusar juiz sem provas
    http://www.conjur.com.br/2009-abr-06/istoe-condenada-pagar-100-mil-juiz-ali-mazloum

    Por Protógenes Queiroz às 10h40
    http://protogenes.blog.uol.com.br/arch2009-07-19_2009-07-25.html#2009_07-24_11_40_32-137142648-0

  18. João Bosco Rocha Says:

    Caro Leandro, gostaria de uma luz sobre esse mistério que assola o nosso estado de Minas, e que ninguém comenta, você poderia investigar o assunto? A notícia está em http://www.novojornal.com/politica_noticia.php?codigo_noticia=10972 e http://www.novojornal.com/pdf/laudo-de-exame.pdf, e envolve sériamente o PSDB.


  19. Endosso as palavras escritas por MARCONDES E LEANDRO anteriormente, aproveitem se for do interesse de voces sigam os links enquanto ouvem as melhores canções do ReggaeBrasil,
    http://www.reggaetradebrasil.com
    abraços

  20. Denilson B. Esposito Says:

    Parabéns

    Sou carioca, quanto ao evento da abertura do PAN2007, fiquei envergonhado e muito sentido. achei o ato uma falta de patriotimos. Concordo com seu comentário, o presidente LULA e estadista exemplar,pois atuar entre esta corja forjana na corrupição somada as crias da ditadura, requer muita abilidade política.

    Parabéns
    Abç
    Denilson

  21. Marinho Filho Says:

    Senhor Leandro, infelizmente tomei conhecimento sobre sua matéria “O
    Rio deve essa ao Lula” publicada em 02/10/09. Na minha opinião o Rio
    não deve PN a ninguém e muito menos ao Lula. Se o Lula aqui não é
    referência, talvez seja porque aqui o povo não seja tão otário quanto
    no aí no centro oeste ou no nordeste. O Lula abraçou a corrupção de
    peito aberto e escancarado, se aliou com as quadrilhas organizadas
    desta merda aí de Brasíla (Sarney, Renan, Collor, Jarder Barbalho,
    Roriz, Daniel Dantas, Gilmar Mendes etc..). Aí você não entende as
    vaias que ele levou no meio da cara ??. Vai levar outra vaia nas
    aberturas das olimpíadas. Olha aqui, você não passa de um Goiano
    recalcado, de um jornalistazinho PTzofrênico.

  22. Charles Perini Says:

    boa tarde!
    Realmente valorizar, promover e gratificar é inaceitável; fiz parte da revolução de 64, sou considerado apenas um número, já os que se manifestaram contra o regime da época, estão sendo agraciados com benefícios, porque somente eles?
    Fiz um breve relato sobre o meu desempenho, abaixo o transcrevo e o titulei como Direitos Humanos, será?, ou não é conveniente a manifestação por nenhuma parte…, até mesmo a eclesiástica, porque?
    relato:
    É COMUM A MÍDIA PUBLICAR FATOS ISOLADOS DE ACONTECIDOS DURANTE A REVOLUÇÃO DE 1964 E O REGIME MILITAR, NO QUAL SOFRERAM AGRESSÕES, TORTURAS ETC, É TAMBÉM UM FATO GLOBAL QUE TODOS OS OPOSITORES DE QUALQUER REGIME SÃO PERSEGUIDOS, MAS NINGUÉM, ATÉ HOJE, SE DEU CONTA QUE OS MILITARES DE FRENTE, SOFRIAM PESADAS TORTURAS PSICOLOGICAS, EMOCINAIS, FÍSICAS, QUE ESTÃO CARREGANDO ATÉ HOJE.
    ERAM CONTRARIO AO REGIME INSTALADO, NA ÉPOCA, E ATRAVÉS DE MANIFESTAÇÕES E RECURSOS, ESTÁ SENDO BENEFICIADO PELO GOVERNO, COM IDENIZAÇÕES E RECONHECIMENTO MILITAR.
    FUI SOLDADO DE FRENTE NA REVOLUÇÃO, ONDE SOFRI TORTURAS PSICOLOGICAS E TAMBÉM FÍSICA, NO ESTADO DE ALERTA, CONTRARIANDO TODOS OS DIREITOS HUMANOS.
    REINDIVICO TAMBÉM, COMO TODOS FIZERAM, FAZEM E MUITOS AINDA IRÃO FAZER IDENIZAÇÃO PELAS SEQUELAS IRREPARÁVEIS QUE CARREGO ATÉ NOS DIAS DE HOJE, TENDO, SOBREMANERA, PREJUDICADO O MEU DESENVOLVIMENTO INTELECTUAL, PROFISSIONAL E FAMILIAR.
    JÁ RECORRI A DIVERSOS ÓRGÃOS PÚBLICOS SOBRE A QUESTÃO, ATÉ INTERNACIONALMENTE, NÃO OBTIVE NENHUMA RESPOSTA, SABEM PORQUE?
    “NÃO INTERESSA A NINGUÉM, POLITICAMENTE OU FINANCEIRAMENTE”.
    TENHO UM BREVE RELATO SOBRE O CASO EM QUESTÃO, ESSE MESMO QUE REMETI PEDINDO ANÁLISE E CONSIDERAÇÕES A RESPEITO, PEÇO A ESSE ÓRGÃO FABULOSO DE MÍDIA QUE POSSA ANALISAR E TENDO INTERESSE, ESTOU DISPOSTO A CEDÊ-LO PARA PUBLICAÇÃO E AJUDA.
    O SOFRIMENTO É LATENTE, ESTOU TOMANDO REMÉDIO ANTIDEPRESSIVO E ANTIPSISICÍTICO PARA DORMIR, ALÉM DOS GASTROINTESTINAIS, E DORES DE CABEÇA CONSTANTE.
    CHARLES PERINI
    perini.charles@terra.com.br
    11/26011258

    DIREITOS HUMANOS

    Eu, Charles Perini, brasileiro, separado judicialmente, nascido em 12/12/1944, SP/SP, pai de dois filhos maravilhosos, Juliano e Vanessa, Administrador e ex-cabo da Força Aérea Brasileira “FAB” 63-010, solicita análise e considerações a respeito de Vossa Excelência, sobre o caso em questão.

    Incorporei na FAB, serviço militar, jan./1963, como voluntário, no Campo de Marte em São Paulo/São Paulo, também conhecido como Parque de Aeronáutica, na Companhia de Infantaria de Guarda “IG”, sobre o Comando do Capitão Lavieri e seu auxiliar o Primeiro Tenente Santos Leite, passei a Soldado de Primeira Classe, “S1”, em meados do ano seguinte, 1964, quando de deu o inicio do levante militar em nosso País, onde fui vítima de todas as conseqüências, diretas ou indiretas que uma situação dessas ocorre, Revolução/Levante/Guerra.

    Lembro de alguns colegas de farda como: o Cabo Poveda, com semblante tranquilo, ponderado e ao mesmo tempo polemico, os Soldados: Del Nero, Salin (apelido), descendente Israelita, Segundo Sargento Morato, professor, Terceiro Sargento Cruz, no Hospital Militar: Major Barbirato, Chefe do Laboratório de Análises Clínicas, Tenente Coronel Josar, Chefe do Hospital, Major Peise, Clínica Garganta, Nariz e Ouvido.

    Durante a Revolução/levante, estive de PRONTIDÃO, significando: detido/preso, dentro do Quartel, sem liberdade, com vigilância constante, pressão, trabalho forçado a qualquer hora e também agir o que fosse determinado, sem qualquer informação, sem saber qual seria as conseqüência de imediato e futuro, (esse tipo de tortura é para quem estava lá dentro, já aqueles contrario ao regime estavam isolados, com direito a sol, comida e dormir o dia todo), a ordem poderia ser até para atirar se fosse necessário ou determinado, logicamente iria responder por isso, e como! Sozinho, abandonado, caluniado e irresponsável.

    Passei momentos e horas, terrível-assombrosas, com medo, angústia, parecia-mos “bonecos”, corre para cá, corre para lá, faz isso, faz aquilo, sem nenhuma proteção ou até mesmo de proteger-se por saber o que estava fazendo, prevalecia os “gritos”, o som da corneta, a campainha e uma confusão generalizada. Não faltavam “olheiros” anotando para posteriormente punir os infratores. Ninguém sabia, mas tinham que ser cumprido/obedecido, todos inclusive “eu”, nós tremia-mos, o suor escorria gelado pelo corpo, os olhos “esbugalhados”, saltando do rosto, psicologicamente arrasados/apavorados.

    Tinha-mos ameaças constante, interna: não poder perguntar nada, qualquer ato contrário, cadeia, quanto à externa: não tinha-mos conhecimento do que estava acontecendo, quanto menos informação era melhor, mais fácil de manipular, o Campo de Marte foi cercado por tanques/blindados de guerra do Exército Nacional, tinha-mos a consciência de que a qualquer momento, seria invadido, o confronto seria inevitável; medo sobressaltava a todo instante não se sabia quem e o que estava certo.

    Ouvia-se a todos os cantos que o levante teve início no Cassino dos Sargentos e Sub-Oficiais, os Oficiais sumiram, não se via mais, o Brigadeiro, comandante do Parque de Aeronáutica de São Paulo, Dirceu de Paiva Guimarães, foi afastado e permaneceu detido no IV Comando Aéreo de São Paulo, Largo Santa Ifigênia, até o nome do Reembolsável com seu nome foi substituído, assumindo o comando, Coronel Agemar da Rocha Sanctos, sendo promovido em seguida, a Brigadeiro.

    O sistema ficou fechado, os olhos abertos, mas não se enxergava e não ouvia nada, só tinha-mos um lema defender a Unidade a qualquer custo, portava-mos os antigos “mosquetões” da Segunda Guerra Mundial de procedência Americana, considerada ultrapassados, com apenas um pente de munição blindada de sete mm, com cinco munições “balas”, além da baioneta, um capacete de plástico azul, farda de brim e só. O escudo/proteção, somente o corpo humano para qualquer coisa.

    Não havia nenhuma barricada, trincheira, esconderijo, proteção, e ao redor do Campo de Marte, somente em alguns lugares havia fios de arame farpados enferrujados e desalinhados, separando uma parte da outra, na Cabeceira Norte da Pista, só mato, sem muro ou qualquer proteção, a guarita de madeira, sem luz, campainha, sistema de alarme, sinalizador manual, nada! Absolutamente nada.

    Na área do combustível, armazenados tanques de chapa com capacidade de 200 litros cada, amontoados um sobre o outro no meio do mato, ao lado um córrego passava como se fosse à divisa, não havia guarita, considerado “posto móvel”, como entrar no meio dos tambores e mato, próximo à interseção da pista, estava localizada a sucata, constantemente visitada por bandidos e até ossada humana foi localizada no local.

    Lembrando hoje, “minha nossa”, como estava-nos, a mercê de quem quer que fosse, era-mos alvo fácil, arrepia só de pensar; imagine como era o nosso estado emocional, psíquico, são os reflexos até hoje que carrego como muitos e desejo reclamar, solicitar, pedir, exigir os direitos humanos de uma época lamentável, o País foi mantido, medalhas e promoções concedidas, e outras homenagens, somente para alguns.

    No Prédio da Administração, fazia-se guarda com uma metralhadora “INA” Indústria Nacional de Armas, fabricação Nacional, acompanhando um pente/carregador com apenas algumas munições (acredito que cinco não mais que isso), jamais, o carregador cheio, ou munições sobressalentes. Essa metralhadora engasga/trava facilmente, a munição quando em uso. As “balas” do mosquetão eram normais o projétil estar solto/deslocado da cápsula de metal. Que segurança? Como defender? A morte rondava a passo e a todo instante; a qualquer tentativa de invasão/ataque, não somente pelo Exército, mas também por civis assaltante-criminosos, a sentinela seria morta, como também os demais no Corpo de Guarda, que ali estavam descansando para assumir o posto.

    O risco de vida era eminente a todos aqueles que estavam “tentando” proteger o Patrimônio Nacional, os contrario ao regime/sistema presente, sabiam perfeitamente o que acontecia, o que fazer. como agir?, aonde ir?, como se camuflar e defender-se?, etc. Qualquer repressão por qualquer Força Armada, ao Campo de Marte, não havia nenhuma forma de identificar a oposição, todos seriam massacrados, ou muitos iriam morrer sem saber o porquê. Que risco? Quem é o responsável? Esse risco eu passei, Graças a Deus estou aqui e vivo.

    Na época, prestei exame na Base Aérea de Cumbica em São Paulo, para o Segundo ano da Academia Militar de Barbacena, não conseguir ser aprovado, por quê. psicologicamente não tinha nenhuma condição, por ter vivenciado e estar vivendo, em um sistema de repressão constante. Só sabia que estava vivo, confuso e desorientado, sem nenhum apoio. Lamentável!. O que somos?. Que direito temos?.

    Passei a ter medo da parte da tarde, todos os dias, sentia-me aflito, sufocado, inquieto e parecia não me importar com nada que acontecia, principalmente quando punhava uma arma; recorri diversas vezes ao hospital militar no Campo de Marte, o Oficial Médico, atendia todos juntos em uma grande sala à distância, pelo menos 2 metros de sua mesa ou mais, perguntando a cada o que tinha, receitando um mesmo comprimido a todos os problemas de saúde que cada um expunha/lamentava, “feito/elaborado”, na farmácia do hospital e tirado de um mesmo vidro grande e eram colocados em envelopes pequenos, sem mencionar a composição, servia para tudo.

    Entre os soldados, era motivo de chacota, ver todos com o mesmo medicamento, não era verificado a pressão, temperatura, análise clínica, raramente se fazia exame de sangue e o desconforto de atendimento em grupo, contrariando todos os princípios. Em uma dessas consultas, me exaltei com o Oficial Médico, reclamando a falta de atenção e postura com quem vinha pedir auxilio/ajuda médica, não gostou e mandou-me para a Clínica de Psiquiatria da Aeronáutica, com sede, na época, a Rua Augusta.

    Fiquei em observação, somente isso, nada mais, o tempo foi passando, o desanimo alimentado pela situação, sem apoio nenhum, sem direito a nada, só deveres, resolvi então prestar concurso público, para o cargo de Escriturário do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, fui aprovado e consegui minha baixa, antes do tempo, por uma Lei, que favoreci-a-me por ter um outro cargo público superior ao que estava.

    Dei baixa da FAB em meados de 1967, como Cabo Escrevente, somente isso consegui dentro da Aeronáutica, e hoje ouso, vejo e faço leitura de artigos de colegas de farda que eram contrários ao regime daquela época, e lutaram, conseguindo do Governo Federal, o reconhecimento, indenização e promoções; sofri tanto quanto eles e nada tenho, por quê? Não é direito meu? Sou parte da Revolução/levante de 1964, sem nada.

    Perdi uma carreira militar sólida, sonho apagado, destruído pelo levante, carrega até hoje seqüelas, prejudicou sobremaneira a minha vida profissional, conjugal, a troca de que? Defender o País, lógico, é brasileiro/patriota, mas o que o País, deu-me em troca? Nada. somente marcas profundas e irreparáveis, que carrego até hoje.

    Enquanto o atual Presidente da Republica do Brasil, Sr. João Goulart, promovia discursos fantásticos no Rio de Janeiro, abrindo concessão a todos os militares que desejasse fazer parte do comício, teriam vários dias de folga, viagem aérea ou rodoviária e alojamento, com refeição completa, e ficariam dispensados dos serviços internos do Quartel. A lista passou em todos os lugares, no Campo de Marte.

    A maioria assinou para escapar dos serviços interno e ao mesmo tempo terem um lazer, nem todos viajaram, foi uma forma de ficar ausente do quartel/serviço, e por isso, fiquei de guarda acumulando serviço para cobrir os que saíram; logo depois todos que assinaram a lista foram presos, mais uma vez sobrecarregou a manutenção do quartel em mim e outros para manter o controle e segurança Nacional.

    Foram presos entraram com ações e recebem benefícios do Governo Federal, como anistia, promoções até hoje, além de serem indenizados, paga em parcelas: participaram e eram envolvidos contra o Regime Militar, e tiveram benefícios, eu como ativo e respeitador da Ordem Nacional, agora, só vejo não desfruto de nada, esta certo isso? Não! Isso é Direito Humano?

    Fico indignado com os fatos, reclamo por meus direitos por ter participado de uma revolução/levante, em defesa do patrimônio deste Pais, o Brasil, ter lutado, arriscado a própria vida, ter ficado com seqüelas psíquicas, não ter sido reconhecido com promoção, consequentemente com perca de recursos na época, inibição de prosperidade profissional pelo tempo em caserna, inibido de freqüentar assiduamente os bancos escolares, falta de cuidados médico durante e pós-regime. Reclamo o que senti, passei, e estou passando.

    Vê-se, da época até os dias de hoje, muitas pessoas na política, que naquela época estavam contrario ao sistema Militar imposto, foi assim até as “Diretas Já”, no qual se criticaram veemente o Regime Militar, por não sustentar uma Democracia Verdadeira, Justa e Humana, já que fiz parte, outrora, de um regime agora condenado e sofrido amargamente com meus direitos cerceados, com marcas profundas em meu consciente, peço, entretanto, a Vossa Excelência, analisar, como Especialista que é, em Direitos Humanos, o que posso ser beneficiado.
    Como todos que foram exilados, por estarem em desacordo com o sistema de 1964, foram agraciados, “eu”, também tenho o direito de assim o ser por ter pertencido a um Regime Militar, hoje condenado, criticado, a tal ponto do sistema ter-se mudado com a manifestação popular para as Eleições, após 20 anos de Regime Militar.

    Rogo ao Grande Arquiteto do Universo, para iluminá-la e guarda-la, fico a sua disposição e consideração a respeito, aguardo um breve pronunciamento.

    São Paulo/São Paulo – Brasil, aos 05 dias do mês de março do ano de dois mil e dez, DC.

    Agradeço, toda a atenção dispensada.

    1. Jose Alberto de Queiroz Says:

      Prezado Charles,somos da mesma turma de 63 ,sou do Rio de Janeiro.Sou praça de 63 ,cabo 65 .Não quiz prestar outro concurso , pois a minha finalidade era continuar na FAB.Assim passei para EEAER em 68.Cursei todas as séries ,era o primeiro do curso de AL ,faltavam 3 meses para formação de sargento ,adquiri tuberculose.Quando retornei da licença médica , 2 anos depois ,fui desligado da EEAER e licenciado da FAB ,portaria 1.104.
      Contava eu 9 anos e 6 meses de FAB , Ótimo comportamento.Ingressei com ação juridica em 72 , sendo em 82 reformado como cabo.Em 2004 , amparado pela lei da anistia , que considera a 1.104 ,ato de exceção ,fui reformado como 2S.
      O seu caso , é caso de saúde , voce deveria ter entrado ,juridicamente , contra a FAB , no periodo que você tinha direito , até 5 anos após o seu desligamento ,agora caducou o direito juridico.Todos os militares passaram pela situação que voce passou ,prontidões,noites sem dormir e mal comidas ,eu mesmo havia recebido alta hospitalar de uma gastrite ,dispensado por dez dias , tive que me enganjar aos colegas que estavam de prontidão , até hoje curto a gastrite.Veja , os colegas , lincenciados , como eu ,ex oficio,pela FAB , tivemos o direito lesado de continuar a carreira militar ,pois não solicitamos desligamento , a 1.104 , retroagiu ,nos cerceando esse direito ,diferente daqueles , como você que conseguiu ,passar em concurso público e pediu licenciamento , como outros.Voce ainda saiu , empregado ,nós que fomos licenciados , ficamos sem nenhum meio de subsistencia pessoal ou familiar ,pois eramos militar e muitas das especialidades não coadunavam com a vida civil ,bem como , a idade avançada e com familia e filhos.
      Agora estamos com a AGU/MD , com factoides , querendo cancelar as nossas anistias ,como o TCU tentou , mas ganhamos juridicamente como vamos ganhar agora .Sinto não poder ajuda-lo , apenas como és colega fabiano , mereces apoio e esclarecimentos.
      Abraços
      Queiroz

  23. Luciana Justiniano Says:

    Como me encanto a cada dia ao entrar em seu Blog!
    Grande Mestre, quanta falta faz!
    Um beijo.

  24. Viviane Says:

    Leandro,

    parabéns pelo belo trabalho de jornalista que tem feito. Quando crescer, quero ser como você 🙂

  25. Raiara Azevedo Says:

    Caro Leandro, sou estudante de Jornalismo e estou precisando muito de uma colaboração para finalizar um trabalho.
    Então, toparia uma entrevista via email?
    Também enviei esse pedido por email.
    Desde já, agradeço.
    Estou no aguardo.

    Ps: Adorei o texto sobre Malu Fontes…tive o prazer de conhecê-la numa palestra na faculdade e adorei o seu jeito ousado e arisco de fazer jornalismo!

  26. Umberto Says:

    Com relação à fotografia com que tentam denegrir o nome do José Serra, diga-se que a policial está sendo carregada por um agente reservado da PM depois de ter sido atingida por baderneiros travestidos de professores, a serviço do PT e de quantos fazem da baderna a razão de suas vidas. Lembrem-se: mentira tem perna curta. Não pensem que poderão se alimentar do veneno da mentira e da dissimulação.

  27. Alexandre Octavio Says:

    Leandro,

    Providencial seu artigo tendo como referência o livro futurista de Ignácio de Loyola Brandão “Não verás país nenhum” quando sabemos das pautas prontas há mais de dois meses atacando a ida de Lula ao Irã. O acordo, guardado a 7 chaves, pegou os pretendentes a donos da opinião pública, pelos cotovelos. A duração do susto levou somente um dia para ser ruminado, mas no dia posterior acharam fontes confiáveis, no caso, a senadora Clinton, para esculhambar a política de responsabilidade global praticada pelo governo.

  28. Alcino Demby Says:

    Sou leitor assíduo do seu blog e envio para você a mesma sugestão que acabei de enviar para outros blogs:

    O blog Conversa Afiada, do Paulo Henrique Amorim, foi censurado ontem. Uma ordem judicial obrigou-o a retirar uma entrevista com Miguel Carter, autor do livro ‘Combatendo a Desigualdade Social – O MST e a Reforma Agrária no Brasil’, onde afirma que entidades ruralistas, como a CNA, entidade presidida pela senadora Kátia Abreu (DEMos/TO), recebem 25 vezes mais dinheiro público que as entidades parceiras do MST. Por isso, em nome da liberdade de informação na internet – e da própria sobrevivência dos blogs! – sugiro que outros sites, como o seu, repercutam essa péssima notícia, divulgando também o conteúdo – totalmente inócuo, a meu ver – da matéria censurada.

    Abraço,

    Alcino Demby

  29. Fábio Menezes Says:

    Sugestão de pauta:

    Já estão querendo boicotar a extração no pré-sal ou estou vendo pêlo em ovo?

    Fonte: Reuters
    http://br.noticias.yahoo.com/s/reuters/100710/manchetes/manchetes_petroleo_ue_restricoes

    UE estuda restringir exploração de petróleo em alto-mar

    MILÃO (Reuters) – A União Europeia pode estudar a adoção de um limite de profundidade para a exploração de petróleo no oceano em reação ao vazamento em um poço da BP no golfo do México, disse neste sábado o comissário europeu de Energia em entrevista ao jornal La Stampa.
    Guenther Oettinger afirmou ainda ao periódico italiano que o bloco de 27 países pode avaliar a necessidade de criar uma outra agência para supervisionar a exploração de petróleo no mar, além da Agência Europeia de Segurança Marítima.
    “Uma decisão poderia ser determinar que você não pode ir além de certa profundidade X. Outra seria dar um limite de tempo para as licenças de exploração”, disse.
    Alguns equipamentos de perfuração são muito velhos e é preciso um padrão para modernizá-los, acrescentou.
    Segundo o La Stampa, Oettinger vai se encontrar com executivos europeus do setor de petróleo na quarta-feira para discutir regras de perfuração e segurança.
    Oettinger repetiu sua sugestão por uma moratória de novos alvarás de exploração até que novas regras de segurança estejam em vigor. Ele não estipulou um prazo, mas disse: “Queremos poder reunir um catálogo de possíveis consequências para cada novo poço. E queremos isso neste ano”.
    Nos Estados Unidos, o governo declarou uma moratória na perfuração em alto-mar para dar tempo a uma comissão para apurar as causas do vazamento de petróleo no golfo do México. Um tribunal federal, no entanto, suspendeu a proibição. O Executivo recorre da decisão.
    (Reportagem de Ian Simpson)

  30. Luanda Says:

    O XequeMate de Fausto De Sanctis

    A Editora Gol convida para o lançamento do romance de Fausto De Sanctis a realizar-se no dia 12 de agosto de 2010 as 18:30hs na Livraria Cultura – Av Paulista nº 2073, térreo, Conjunto Nacional.

    Segundo o autor, ele buscou fazer uma abordagem inédita no país retratando fatos e casos sob a responsabilidade de um juiz.

    O juiz Fausto De Sanctis já é autor de vários livros jurídicos e agora se lança no mundo da ficção, seu texto é limpo, refletido e envolvente.

    Vale a pena conferir.

  31. Luiz Brasileiro Says:

    Leandro vou ler todos os seus livros pois você é um jornalista que preza a verdade. Seu texto “SERRA PRECISA DE AMIGOS” é muito bom (razão que me levou a ler seus livros). Vou começar lendo “JORNALISMO INVESTIGATIVO”.Abração.

  32. Rogelio Salgado Says:

    Caro Leandro,
    sou Jornalista responsável pelo “site” e “jornal mensal”, da Força Sindical – SP, e achei seu texto “Serra precisa de amigos”, excelente, e tem tudo haver com nossa linha editorial. Gostaria de saber, se vc autoriza a reprodução do seu texto no nosso site e jornal, obviamente identificado pelo crédito da autoria.
    abraço.

  33. Vera Silva Says:

    Sobre a atuação da Procuradora Eleitoral

    Estou agoniada com esta mulher a quem se chama de Quirrô.
    Todos os blogueiros e a maioria dos comentaristas que leio querem fazer alguma coisa.
    Eu e a maioria dos cidadãos não temos como comprar todos os jornais e revistas diariamente e montar um protesto por escrito e mandar a quem de direito. Faltam-nos tempo, competência e a muitos de nós falta dinheiro.
    Minha sugestão:
    Os blogueiros estão organizados em grupos e associações, não é mesmo? Os blogueiros poderiam, ao publicarem em seus blogs um artigo que discuta este assunto, colocar um link para enviarmos o artigo a quem de direito endossando o que está escrito no mesmo.
    Vou postar isto em todos os blogs que leio.
    Vera Silva, Brasília 20/07/2010.

  34. Luiza Braga Says:

    Adorei o seu texto do “cachorro louco”.
    Engraçado como as coisas vão acontecendo na política, as pessoas se esquecem e tudo acontece novamente.
    Infelizmente parece que a memória do povo é curta.
    Gostei muito…
    Até seu próximo post.
    Luiza

  35. simone pereira Says:

    em mandei um email para voce muito importante.
    preciso saber se leu, caso contrario encaminahrei a outro jornalista

  36. Rogerio Martins Says:

    Caro Leandro, boa tarde.

    Tenho acompanhado seu blog e não me furto de dizer o quanto admiro seu trabalho.

    Bom Leandro, sei que você é capaz de reconhecer uma boa materia. Então eu vou fazer um breve relato de um acontecimento ocorrido a algum tempo. 2006 precisamente. Mas, como na época não tinha contato com nenhum jornalista e só muito depois fui alcançado com a benece da web, talvez ainda seja alguma coisa que valha a pena o que vou te dizer.
    Bem, em 2006, durante a campanha presidencial, eu morava em Governador Valadares-MG. Lá na época o governador Aécio já havia sido eleito no primeiro turno e já trabalhava seu apoio para o Alckimin no segundo turno.
    Tenho um amigo que trabalha em um jornal local cujo proprietário é um dos cabeças do PSDB regional, dono do jornal, na época dono da afiliada da Globo etc.
    Meu amigo uma noite me ligou dizendo o seguinte: Rogerio, estão rodando um jornalzinho aqui na grafica do jornal, mas tem uma coisa errada pois o CNPJ que consta no impresso, obrigatório por lei eleitoral, não corresponde ao CNPJ da empresa.
    Bom, fui até mais tarde e ele me passou uns exemplares dessa publicação que mais tarde foi embalada e enviada a destino não sabido. Eu então fui a um computador e busquei a origem daquele CNPJ e descobri que se tratava de uma grafica de São Paulo e que a mesma estava no cadastro de empresas que deviam muito dinheiro ao INSS. Na época eram mais de 30 milhões de reais! Pensei logo: essa grafica é laranja. Só pode! Posteriormente contactei algumas pessoas no orkut e pedi para ver nas propagandas eleitorais de outras regiões se o mesmo CNPJ reapareceria. Bom, muitos não retornaram, porém houve uma constatação de que o mesmo numero apareceu em um “santinho” em Brasilia.
    Eu entrei em contato com o pessoal da coordenação da campanha do LULA, mas na já haviam acabado de ganhar a eleição e acho que não deram muita bola para a coisa.
    Talvez para eles não tenha sido mais importante, mas talvez sim ou não, esteja aí a ponta de um novelo bom de se desenrolar.
    Caso você perceba algum fundamento, alguma possibilidade de uma boa matéria investigativa, e quiser mais informações, ficarei muitissimo honrado em passar para você tal informação.

    Atualmente moro em Santa Catarina. Meu telefone è: 47 34491262 ou 47 88519501

    Meu email já está posto acima.

    Grande abraço e meus cumprimentos pelo excelente trabalho jornalístico que tem oferecido ao povo brasileiro.

    Rogério

    Este post não precisa ser publicado. Obrigado.

  37. democracia Says:

    Leandro,
    Gosto muito do seus artigos.
    Parabéns pelo trabalho critico e bem fundamentado.
    Apoio a candidata Dilma e, portanto, montei esse video:

  38. carolina Says:

    QUE TROSSO DE TROJAVAI TOMAR BANHO

  39. BEATRIZ Says:

    VAI TOMAR NO CU

  40. bianca Says:

    nao ddeu para criar o meu pq eu boto tudo serto e eles avacalhan

  41. Renê Says:

    Caro Leandro,

    Vi um texto falando sobre nepotismo tucano em São Paulo durante o governo do Serra. O autor do texto utilizou apenas informações públicas para falar de uma farra do nepotismo no governo do serra, envolvendo filhas de soninha e de secretario de habitação na secretaria do meio ambiente. Vi tais informações em http://butecodoedu.blogspot.com/
    Sabe algo a respeito?

    Desde já obrigado pela atenção

  42. Artemis Says:

    O caixa 2 do PSDB:

    O que Alvin Tofler não previu: Corrupção em Terceira Onda

    O valor máximo da terceira onda é o intangível…

    Imagine desviar 40, 60, 90 milhões de reais e ninguém ter como provar. Sim, quem ousaria auditar os projetos caríssimos, muito bem elaborados considerando toda a parafernália para justificar o injustificável… tudo muito lícito…

    Caso 1: Secretaria da Fazenda

    Secretario: Mauro Ricardo Machado Costa

    Historico: Suframa, desvio, superfaturamento, sem concorrência, justificativa: incompetencia do corpo técnico do orgão no qual atua como gestor.

    Atualmente Secretario da Fazenda do governo Serra, vem se aperfeiçoando bastante…

    isso pode ser verificado no estudo de caso abaixo:

    Consulta Publica da Minuta de Edital de Pregão Eletronico – disponivel no periodo de 15/07/2009 a 21/07/2009.

    http://www.fazenda.sp.gov.br/ConsultaPublica/

    Aquisição de solução para adm de recursos humanos e folha de pagamento para o estado de São Paulo, fala-se num cifra incia]l de 49 milhões de reais, sim, incial porque para fazer esse aplicativo funcionar, é necessário modernizar todo o parque de equipamentos, softwares,

    utikzando mão de obra a “peso de ouro” a média dos consultores sai por R$ 198,00 a hora /homem, alguns chegam a ganhar até 800,00 a hora / homem. Considerando o prazo de mais de um ano, sem conseguir resultados, mais o exercito de consultores alocados para “fazer o projeto funcionar” mais a tropa de auditores fiscais e demais técnicos do serviço publico alocados esse custo torna-se imensurável…

    Apresentaram propostas e venceram nessa ordem:

    1- Deloitte Touche Tokmatsu em parceria com a espanhola Meta4

    2 – Techne , ex parceira da Unisys no Brasil

    A Deloitte Tokmatsu elaborou há alguns anos um relatório a pedido do secretario da Casa Civil na época Arnaldo Madeira para justificar a compra de um novo sistema de folha de pagamentos para o Estado. O relatório apesar de “chucro” foi utilizado para embasar a necessidade dessa aquisição..

    Coincidentemente a primeira colocada não conseguiu passar no teste de “prova de conceito” elaborado nas instalações da Secretaria da Fazenda, cedendo assim seu lugar a 2a vencedora:

    Techne,: Fornecedora da solução Ergon

    Techne Uma das diretoras (… ou sócia?) da Techne Wilma Madeira:

    Vide perfil abaixo retirado do site http://br.linkedin.com/pub/wilma-madeira/25/395/667

    as datas não são muito confia´veis, o periodo é mais extenso, porque o Ergon foi adquirido e implantado na Secretaria da Fazenda, Casa Civil e alguns outros orgãos na época.

    Essa solução já foi comprada mais de uma vez pela Secretaria da Fazenda…

    Uma das diretoras na época: os periodos não são muito confiáveis pois são autobiográficos, mas o interessante são as entidades pelas quais passou, objetivo: gerar oportunidades de negócios ( caixa 2 para o PSDB)

    Destaque para as “passagens na Techne, na GVConsult, sobre uso de tecnologia da informação e de comunicação, para a Secretaria Municipal de Finanças de São Paulo, na epoca de Mauro Ricardo Machado Costa… e o cinismo como Coordenadora de Projetos doInstituto de Políticas Públicas Florestan Fernandes

    (Setor Information Services)

    Coordenação executiva de projeto para a FBB, de desenvolvimento de metodologia para contribuir com o desenvolvimento de ações Integradas e sustentadas de inclusão produtiva para pessoas em situação de pobreza – 2007 a 2008.
    Coordenação executiva, metodológica e de conteúdo de projeto para CAIXA, de Desenvolvimento de Metodologia de Avaliação de Capacidade de Gestão Municipal – 2007.
    Consultoria em projeto da Superintendência Nacional de Desenvolvimento e Estratégias Empresariais (SUADE – Brasília), referente a apoio à identificação e definição de modelo de atuação de desenvolvimento empresarial para a superintendência – 2006.
    Consultoria para realização de seminário para a Superintendência Nacional de Desenvolvimento e Estratégias Empresariais SUADE, referente à discussão e balizamento de referências entre os participantes e sugestão de encaminhamentos para a sistematização de processos de gestão, para efetivação de objetivos e diretrizes de gestão da CEF como banco de natureza pública – 2004.

    O descaramento dessa cidadã é tão desmedido que ela era ou ainda é filiada do PT, frequentava reuniões para estabelecimento de diretrizes e policiticas públicas para a area de TI Tecnologia da Informação antes da queda do Min. José Dirceu.

    Seus amigos da época da Unisys ocupam cargos estratégicos… um deles é um diretor do Serpro – Antonio Sérgio Borba Cangiano.

    A concorrência entre as “gangsters prodigios” do PSDB Veronica Serra x Wilma Madeira…

    http://br.linkedin.com/pub/wilma-madeira/25/395/667

    Wilma Madeira

    Gerente de Projetos na Quasar Consultoria e Sistemas

    São Paulo Area, Brazil

    Entrar em contato com Wilma Madeira

    Adicionar Wilma Madeira à sua rede

    Atual
    Gerente de Projetos at Quasar Consultoria e Sistemas
    Anterior
    Consultora Técnica at COSAT- Ministerio da Saude
    Coordenadora de Projetos at Instituto de Políticas Públicas Florestan Fernandes
    Pesquisadora at ICICT FioCruz
    Consultoria para projeto de pesquisa do CNPq at Universidade de São Paulo
    Coordenadora de Projetos at Universidade Federal da Bahia – UFBA
    Consultora de Projetos at GVConsult
    Consultora de Processos de Negócio at Universidade Federal de Minas Gerais UFMG
    Coordenadora de Comunicação at Techne Engenharia e Sistemas
    Coordenadora de TI Saúde at Prefeitura Municipal de São José dos Campos
    Diretora de TI Saúde at Prefeitura Municipal de Santos
    Auxiliar de Planejamento e Estatísticas at Secretaria Estadual da Saude de Sao Paulo
    visualizar menos…

    8 mais…

    Formação acadêmica
    USP
    Conexões
    44 conexões
    Setor
    Information Services

    ——————————————————————————–

    Resumo de Wilma Madeira
    Consultora, formada em Comunicação Social, especializou-se em Saúde Pública (Unesp), Administração e Planejamento (Unicamp) e Comunicação em Saúde (FioCruz/RJ).

    É Mestre em Saúde Pública (USP), Doutoranda em Saúde Pública na linha de Promoção da Saúde, Ciência, Tecnologia e Inovação (USP).

    Coordenou e participou de projetos de pesquisa qualitativa, modernização e desenvolvimento de metodologias e de indicadores nas áreas de gestao pública. Participou de projetos de desenvolvimento e implementação de softwares de prontuário eletrônico, gestão de ações da saúde, gestão hospitalar, gestão de recursos humanos, gestão de documentos e processos, gestão de materiais e compras, gestão financeira e orçamentária, business inteligence (BI) e Business Process Management (BPM) desde 1990.

    Foi responsável pelas áreas de informação, informática e comunicação no município de Santos (1990) e em São José dos Campos (1994), onde desenvolveu ações em definição de diretrizes administrativas, de gestão e de desenvolvimento de produtos estratégicos. Foi membro da Congregação Acadêmica na Faculdade de Saúde Pública da USP anos 2008/2009. É membro do GT de Comunicação da Associação Brasileira de Pós-Graduação em Saúde Coletiva – Abrasco.

    É Gerente de Projetos de Desenvolvimento e de Infraestrutura de Banco de Dados da Quasar Consultoria e Sistemas. Atua como docente convidada, palestrante, pesquisadora e consultora em instituições como Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Fundação Oswaldo Cruz (FioCruz), Universidade Federal da Bahia (UFBa), Universidade de São Paulo (USP), Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Fundação Getúlio Vargas (FGV), Fundação Instituto de Administração (FIA/USP) e Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT).

    Especializações de Wilma Madeira:
    2011 – Doutorado em andamento, USP, Brasil.
    2006 – Mestrado em Saúde Pública, USP. Navegar é preciso: avaliação de impactos da Internet na relação médico-paciente. Orientador: Fernando Lefèvre.
    1994 – Especialização em Saúde Pública, UNESP, Brasil.
    1993 – Aperfeiçoamento em Comunicação e Saúde, ENSP, Brasil.
    1993 – Aperfeiçoamento em Gestão, UNICAMP, Brasil.
    1989 – Graduação em Comunicação Social. Universidade Católica de Santos, Brasil.

    ——————————————————————————–

    Experiência de Wilma Madeira
    Gerente de Projetos
    Quasar Consultoria e Sistemas
    (Setor Information Services)

    2008 — Presente (2 anos )

    Coordenação executiva das equipes técnicas de desenvolvimento, manutenção e administração de infraestrutura de banco de dados na Quasar – 2008.
    Gerente de projeto de desenvolvimento e manutenção de sistema de recursos humanos e módulo financeiro em parceria com o IPT – 2009 até hoje.
    Gerente de projetos de desenvolvimento e manutenção de sistemas – 2009 até hoje.
    Gerente de projetos de infraestrutura de banco de dados para administração de ambiente de banco Oracle e Sybase – 2008 até hoje.
    Gerente de projeto de desenvolvimento de sistema de recursos humanos e base de BI (business inteligence) em parceria com a FIA/USP – 2008 a 2009.
    Consultoria para elaboração de escopo funcional de sistema integrado de saúde e prontuário eletrônico – 2007.

    Consultora Técnica
    COSAT- Ministerio da Saude
    (Setor Health, Wellness and Fitness)

    2007 — 2008 (1 ano )

     Consultoria para elaboração de manual de orientação e de instrução técnica/normativa para a Área Técnica de Saúde do Trabalhador, do Departamento de Ações Programáticas Estratégicas, da Secretaria de Atenção à Saúde (MS/DF), referente aos protocolos de Acidente Fatal, Grave ou com Crianças e Adolescentes, de Trabalhadores Expostos a Chumbo Metálico, de Perda Auditiva Induzida por Ruído PAIR, de Pneumoconioses, de Risco Químico e de Dermatoses Ocupacionais – 2007 a 2008.

    Coordenadora de Projetos
    Instituto de Políticas Públicas Florestan Fernandes
    (Setor Information Services)

    2004 — 2008 (4 anos )

    Coordenação executiva de projeto para a FBB, de desenvolvimento de metodologia para contribuir com o desenvolvimento de ações Integradas e sustentadas de inclusão produtiva para pessoas em situação de pobreza – 2007 a 2008.
    Coordenação executiva, metodológica e de conteúdo de projeto para CAIXA, de Desenvolvimento de Metodologia de Avaliação de Capacidade de Gestão Municipal – 2007.
    Consultoria em projeto da Superintendência Nacional de Desenvolvimento e Estratégias Empresariais (SUADE – Brasília), referente a apoio à identificação e definição de modelo de atuação de desenvolvimento empresarial para a superintendência – 2006.
    Consultoria para realização de seminário para a Superintendência Nacional de Desenvolvimento e Estratégias Empresariais SUADE, referente à discussão e balizamento de referências entre os participantes e sugestão de encaminhamentos para a sistematização de processos de gestão, para efetivação de objetivos e diretrizes de gestão da CEF como banco de natureza pública – 2004.

    Pesquisadora
    ICICT FioCruz
    (Setor Information Services)

    2004 — 2008 (4 anos )

    Consultoria para projeto de pesquisa do Instituto de Comunicação Informação Técnico Científicas da Fundação Oswaldo Cruz – ICICT FioCruz Rio de Janeiro, referente a pesquisa Fala Conselheiro! – 2004 a 2008.

    Consultoria para projeto de pesquisa do CNPq
    Universidade de São Paulo
    (Educational Institution; Setor Higher Education)

    2006 — 2007 (1 ano )

    Consultoria para projeto de pesquisa do CNPq – Faculdade de Saúde Pública FSP/USP, referente à pesquisa Avaliação das repercussões da expansão da atenção básica em municípios em gestão plena do sistema do Estado de São Paulo

    Coordenadora de Projetos
    Universidade Federal da Bahia – UFBA
    (Setor Information Services)

    2004 — 2007 (3 anos )

    Consultoria para a Universidade Federal da Bahia (FAPEX/ UFBA) para o projeto para a Caixa Econômica Federal (CAIXA – Sede Brasília), referente a projeto de proposição de novo modelo de gestão da CAIXA – 2006 a 2007.
    Coordenação executiva, metodológica e de conteúdo de pesquisa da Universidade Federal da Bahia (FEA/UFBA), pesquisa patrocinada pela Caixa Econômica Federal (CAIXA – Sede Brasília), referente à modernização de gestão, transparência e uso de tecnologias em governos municipais – 2004 a 2005.

    Consultora de Projetos
    GVConsult
    (Setor Information Services)

    2003 — 2004 (1 ano )

    – Consultoria em projeto da Fundação Getúlio Vargas de São Paulo (GVConsult/ FGVSP) para projeto de construção da gestão e de processos de trabalho na assistência social do município de São Paulo.
    – Consultoria em projeto da Fundação Getúlio Vargas de São Paulo (GVConsult/ FGVSP) referente a novo modelo de atendimento ao cidadão contribuinte, com uso de tecnologia da informação e de comunicação, para a Secretaria Municipal de Finanças de São Paulo.

    Consultora de Processos de Negócio
    Universidade Federal de Minas Gerais UFMG
    (Setor Information Services)

    2003 — 2003 (menos de um ano)

    -Consultoria em projeto da Universidade Federal de Minas Gerais (FUNDEP/UFMG) para projeto de análise e revisão de procedimentos, processos e serviços ao cidadão.

    Coordenadora de Comunicação
    Techne Engenharia e Sistemas
    (Setor Information Services)

    1996 — 2003 (7 anos )

    – Coordenação da área de comunicação e marketing para as linhas e produtos e serviços da empresa. As atividades envolviam ações de planejamento, coordenação de atividades e equipes, organização de eventos, elaboração de estratégias e materiais de marketing e elaboração de estratégia de comunicação dos produtos e serviços – 1998 a 2003.
    – Consultoria para a área comercial, para produtos das áreas de gestão e educação. As atividades envolviam ações de planejamento, identificação e análise de problemas nos clientes, elaboração de proposta técnica e comercial e realização de apresentações técnicas sobre os produtos e serviços desenvolvidos – 1996 a 1998.

    Coordenadora de TI Saúde
    Prefeitura Municipal de São José dos Campos
    (Setor Information Services)

    1995 — 1996 (1 ano )

    – Participação na elaboração, teste/ validação e implantação do Projeto Cooperado de Informatização da Saúde – sistema de informatização de unidades de saúde, com desenvolvimento realizado de forma cooperada por diversas prefeituras, tais como Porto Alegre, Salvador, Recife, Belo Horizonte e São José dos Campos – 1996.
    – Participação no estudo, na elaboração e na validação funcional de um novo sistema nacional de informações hospitalares (para o DATASUS), – 1996.
    – Coordenação da área de informação e informática da Secretaria de Saúde. As atividades envolviam ações de planejamento, coordenação de atividades e equipes, implantação de projetos como o disque saúde 136, o boletim de informações do e para o Controle Social na Saúde, a elaboração de boletim mensal de resultados estatísticos da saúde municipal e a coordenação de pesquisas de satisfação dos usuários do SUS e do Hospital Municipal e– 1995 a 1996.

    Diretora de TI Saúde
    Prefeitura Municipal de Santos
    (Setor Information Services)

    1989 — 1995 (6 anos )

    – Implantação de sistema informatizado de prontuário eletrônico na rede de unidades de saúde do município de Santos, com participação na elaboração do sistema, desenvolvimento e implementação de plano de treinamento e implantação – 1990 a 1995.
    – Elaboração e criação de rotina de publicação de Boletim Síntese de Informações em Saúde, contendo estatísticas e informes relacionados à situação de saúde do município – 1992 a 1995.
    – Elaboração de projeto do museu municipal da saúde, projeto de formação de um museu temático municipal, com recuperação de equipamentos e documentos históricos e recuperação da história do Hospital Anchieta – 1993 a 1995.
    – Elaboração e implantação de sistema de informações epidemiológicas, com elaboração e manutenção do sistema para apoio das ações epidemiológicas, de notificação compulsória e outras, e sistemas específicos por programas de saúde e doenças e buscas das bases de pacientes – 1990 a 1992.
    – Coordenação da área de documentação, informação, informática e comunicação da Secretaria Municipal de Saúde. Com ações de planejamento e coordenação de atividades de três equipes de trabalho: informação e informática, comunicação e documentação e recuperação histórica – 1989 a 1996.

    Auxiliar de Planejamento e Estatísticas
    Secretaria Estadual da Saude de Sao Paulo
    (Setor Health, Wellness and Fitness)

    June 1986 — December 1987 (1 ano 7 meses)

    – Participação na criação do núcleo de informação e informática de saúde para a Baixada Santista e Região. Participação na elaboração de atividades de equipe e participação em todos os projetos do núcleo – 1986 a 1987.
    – Implantação, manutenção e revisão de informações de sistemas epidemiológicos e de controle e avaliação, tais como o sistema de acompanhamento de AIDS, sistema de prevenção de câncer, sistemas de produtividade e outros – 1986 a 1997.

    ,

    http://www.fazenda.sp.gov.br/ConsultaPublica/

    Consulta Pública
    Consulta Pública da Minuta de Edital de Pregão Eletrônico
    Aquisição de Solução para Gestão Unificada e Integrada de Administração de Recursos Humanos e de Folha de Pagamento para o Estado de São Paulo.
    O Governo do Estado de São Paulo, por intermédio da Secretaria de Gestão Pública e da Secretaria da Fazenda, torna público que está disponível para Consulta Pública a Minuta de Edital de Pregão Eletrônico, que tem por objeto a Aquisição de Solução para Gestão Unificada e Integrada de Administração de Recursos Humanos e de Folha de Pagamento para o Estado de São Paulo.
    A Minuta do Edital, do Termo de Referência e outros anexos estarão disponíveis para consulta, no período de 15/07/2009 a 21/07/2009. Os comentários e sugestões deverão ser encaminhados até a data limite da consulta, identificados de forma completa, e serão recebidos, exclusivamente, por meio do endereço eletrônico consultapublica_rh.folha@fazenda.sp.gov.br. A presente consulta pública não obriga o oferecimento de respostas aos comentários e sugestões.
    Eventuais questionamentos terão hora oportuna para serem apresentados no curso do procedimento administrativo da licitação.
    Para fazer o download do Edital clique aqui.
    Para fazer o download do Termo de Referência clique aqui.

    Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo – Av. Rangel Pestana, 300 – São Paulo / SP – 01017-911 – PABX (11)3243-3400 | Mapa do Site

  43. Antonio Freitas Says:

    Leandro.
    Vi que a Lei da Ficha Limpa foi a grande vedete destas eleições. Então, pra não perdermos o bonde vejo que, além de cobrarmos boas atitudes e resultados de nossos governantes, devemos buscar soluções via iniciativa popular, tal qual surgiu a Lei da Ficha Limpa.
    Então, lhe peço, veja uma maneira de mexer com as pessoas neste sentido. Não podemos esfriar!
    Abraços

  44. Guilherme Valença Says:

    Bora Baêa!

  45. CARLOS ALBERTO DIAS Says:

    LEANDRO

    PARABÉNS !!! PERGUNTE AO LULA, POR FAVOR

    POR QUÊ O PAULO LACERDA (PF) NÃO FOI RECONDUZIDO AO GOVERNO, DEPOIS QUE NÃO ENCONTRARAM O GRAMPO INVENTADO PELA VEJA E O GILMAR DANTAS?

    POR FAVOR,PERGUNTE!!! NÃO PODE DEIXAR PASSAR ESTA OPORTUNIDADE… POR FAVOR

  46. maryanna Says:

    como é´um e-mil de ywitter e como e q se faz um obrigado mariana

  47. Martins Andrade Says:

    Leandro, Gostaria que esse não fosse publicado.
    É uma informação de um simples radialista de Fortaleza, fora do ar, mas que adora o jornalismo investigativo, e como sei que vc é um desses, passos essas informações para que vc aprofunde mais sobre o tal Jobim.
    O caso é o seguinte: um prefeito de Barro,município do Ceará da região do Carri, teve seu mandato caçado por irregularidades. Recorreu até chegar ao TSE, onde Jobim era o presidente, por volta de 2003.
    No TSE, foi aconselhado por Jobim a depositar numa conta de um escritório de Advogacia de Brasilia a quantia de R$ 100.000,00 mês, senão perderia o mandato.
    O prefeito foi recebido por Jobim, já vi na internet,e concluiu o mandato.
    É uma informação bombástica, que se você se aprofundar vai ser um furo de reportagem.
    Veja bem, quando do encontro com Jobim, faltava ainda 27 meses para o prefeito concluir o mandato.
    Vá fundo!!!
    Abraço.
    Martins Andrade.
    Radialista em Fortaleza.


  48. Olá, Leandro! Sou jornalista por formação e trabalho no principal jornal comunitário de Goiânia.
    Luto pela defesa da restituição da obrigatoriedade do diploma de jornalista para o exercício da profissão.

    Gostaria de ter autorização para publicar no Folha Z, edição dezembro, as seguintes matérias: Jornalismo 1 x 0 Gilmar Mendes e Ministro X9.

    Nosso jornal tem tiragem de 10 mil exemplares, periodicidade mensal e circula só na Região Sul da capital goiana.

    Estamos do lado dos que defendem ‘a tese de que a informação deve chegar até o publico, não importa os meios e formas, para que o cidadão possa exercer o seu direito de decidir sobre os rumos do país’.

    Faço questão de citar a fonte.

  49. Maria Jose Rego Says:

    Leandro, quem não tem diploma e não é estudante de jornalismo, mais gostaria de manter um blog, pode fazer o seu curso? Minha formação é pós graduação na área de contabilidade. Moro em Goiânia e para mim é fácil me deslocar à Brasília. Por gentileza, responda-me. Abraço fraterno.

  50. Thaigo Alves Says:

    Saiba mais sobre o【@TwestivalBsB 】 que ira acontecer aqui em Brasília dia 24/03, http://brasilia.twestival.com/ 【Uma boa Matéria】 =)

  51. vitoria Says:

    e nao consigo fazer um twitter o email como eu faço me ensinen

  52. lourinha Says:

    vai te cata merda

  53. POALA Says:

    BBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII
    QUE MERDA PARECE UMA BUNDA

  54. renalyfelix Says:

    ooooooooooooi
    feiososss
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    kkkkkkkkkkkkkk8:8

  55. renalyfelix Says:

    kkkkkkkkkkkk’

    lezera do carai

  56. Mardel Morais Says:

    Caro Leandro,

    Sobre o publicação da revista veja ” A ONG do GENERAL” dia 05/10.
    Gostaria de postar aqui a carta encaminhada no site do exercito e também no link do próprio site “fale com a reserva”.

    Sou engenheiro florestal, moro em brasília a 38 anos, desde que nasci e sempre vi o exército brasileiro com bons olhos, apesar de não ter servido. Não estou aqui falando como profissional, embora tenha sido prejudicado pelas atitudes do Sr. General Jorge Fraxe, quando ele era Diretor da DOC. Venho aqui como cidadão brasileiro falar que acredito no EB, já estive em 2003 apresentando produto inovador para seção técnica de engenharia, já prestei consultoria gratuita para a DOC sobre licenciamento ambiental a pedido do próprio General Fraxe, tudo na maior proatividade. Gosto do Brasil, acredito no país que nasci e vou acreditar até o fim de minha vida, ou seja, até quando Deus quiser.
    Estou aqui como cidadão brasileiro e venho falar da conduta do Sr. General Jorge Fraxe.
    Nunca imaginei que poderia me deparar com um general tão despreparado sob os princípios éticos e morais, o que ele fez comigo é um absurdo. Me chamou na sua sala, pediu que viesse prestar serviço ao EB/DOC, um serviço sério e profissional e eu acreditei. Como seu intermediário, existia a pessoa do Sr. Joarez Moreira que desde o início tomou a frente do Instituto Nacional de Desenvolvimento Ambiental, mesmo não tendo vínculo formal. A coisa foi ficando cada vez mais distante do ideal proposto pelo próprio General. Então decidi procurá-lo e alertá-lo, foi quando o procurei e entreguei em mãos um relato “dossiê” que ele leu. A partir daí, ele mudou da água para o vinho, tirou o corpo fora pois viu que eu não estava disposto a trabalhar de maneira irregular, pagando propina e etc…
    Agora ele foi indicado para assumir o DNIT, órgão que eu tb trabalhei e conheço bem.
    Já prestei depoimento sob pena de falso testemunho à Procuradoria Geral da Justiça Militar, agora venho por meio deste pedir aos verdadeiros Generais que tomem providência junto a este militar, a fim de evitar maiores prejuízos à instituição na qual eu ainda acredito.
    Hoje estou desempregado, mas quando voltar a trabalhar não gostaria de ver o dinheiro dos meus impostos na mão de gente como ele. É o que tenho a dizer, sou um cidadão sério e honesto e acredito que tem pessoas como eu no EB. Conto com essas pessoas. Obrigado.

    1. Ana Laura Says:

      Carga ? ei diga um email para fazer um Twitter!

  57. Ana Laura Says:

    Queria um email para fazer um Twitter!

    1. luane Says:

      basta vc criar um totalmente pequeno,grande ou médio.

  58. André Says:

    Caro Leandro Fortes, folheando uma revista Carta Capital ainda do começo do mês de novembro, me deparei com uma reportagem de sua autoria, chamada: “Sobre o túmulo de Honestino” e confesso que não entendi bem o contexto, se foi uma crítica ou não… no começo da matéria, ao que parece, o movimento democrático que se elegeu para o DCE da UNB havia conseguido um feito digno de nota. Inexplicavelmente, no parágrafo seguinte já estamos diante de um séquito de estudantes de direito e por isso mesmo com “viés direitista” mancomunados com a PM de Brasília com a missão de se infiltrar no campus (que diga-se de passagem sofre há muito com furtos de veículos…), e ainda, uma breve regressão aos tempos obscurantistas do regime de exceção onde a ocupação daquela instituição, então sofrida nos idos de 68, podem retornar a qualquer momento…aí a minha ignorância virou pavor, quer dizer então que a vitória democrática naquele DCE (estigmatizada por não ser nem de direita nem de esquerda, pode ser do centro?) poderá nos trazer de volta aqueles tristes dias de punição do dissensso político? sinceramente…quem vive do passado não consegue enxergar o futuro nem divisar muito bem a realidade que o cerca.

  59. eli Says:

    como confirmar meu email de twitter ?

  60. talitha Says:

    como confirmar meu email de twitter ?

  61. abell Says:

    Jajajjajaja yo aki desde lA mañana

  62. joaninha Says:

    esssa bosta num ajudou em nada

  63. Luiz Roberto P.Aguiar Says:

    Prezado Sr. Leandro Fortes

    Tenho por hábito ler diversos blogs postados na WEB, que atualmente estão incluídos como MEUS FAVORITOS. Um desses é o do Sr. Reinaldo Azevedo, que se expressa nos diferentes assuntos que permeiam nosso mundo, como eu gostaria de me expressar. Ora irônico, ora desiludido, ora frustrado. Dificil uma pessoa com senso normal de civilidade, de ética, de moral, não concordar com suas colocações.

    Mas vamos ao que interessa. No POST de hoje do Sr. Reinaldo Azevedo o seu nome foi citado. Como é de minha natureza sempre conhecer todas as versões de um mesmo fato ou ato, para poder discernir com fidúcia, acessei seu BLOG denominado “Brasília, eu vi”. Confesso que gostei das suas colocações sobre o fato “PHA”, citado no Blog do Reinaldo Azevedo. Meu discernimento é que o “PHA” não foi racista quando se referiu ao Jornalista Heraldo Pereira como “um negro de alma branca”. Mas sim foi frontalmente RACISTA quando se referiu a ele como profissional que “não conseguiu revelar nenhum atributo para fazer tanto sucesso, além de ser negro e de origem humilde”. Se interpretei bem o que foi dito, ou escrito, discirno então que o jornalista Paulo Henrique Amorim para justificar seu sucesso é que ele é branco e de origem burquesa, ou não é necessário ter boa postura, dicção perfeita, empostação de voz, raciocínio rápido e lógico, qualidades estas mínimas para quem pretende ser apresentador de jornal televisivo. Qualidades estas que o “PHA” tinha e tem para continuar sendo o que presentemente é, embora com um certo rancor.

    Dito isso, encerrando. Já se sentiu numa situação de “defendendo o indefensável”

    1. luane Says:

      era pra ser um texto?

  64. luane Says:

    Queria saber como era o e-mail,ñ como se cria e etc…
    Quero só ver quem vai me dar a resposta da minha pergunta em 40 segundos.
    >>>>>>>>>>Como é o e-mail do twitter?<<<<<<<<<<

    Resp: ………………………………………………………………………………………

    Quem puder responda,quem ñ souber ñ responda tá.

  65. luane Says:

    1+1=2 (DOIS)

    o que faz parte,o 1 ou o 2?

    certas pessoas falam q é o 2 veja isso:

    O número 2 ñ faz parte,tipo 2+1=3

    O número 3 é 1 número maior que o 2,então nestas contas,o número principal é o 1 e não o 2,ja o número 3 faz parte das conta tipo:

    3+1=4 4+1=5 5+1=6 6+1=7 e assim por diante…

    sempre o número 1 vai fazer parte,e o 3 das contas acima vai sempre fazer parte tipo:

    3+1=4 3+2=5 3+3=6 3+4=7 e assim por diante…

    sempre o número 3 das contas acima vai fazer parte,o unico número q nunca faz parte é o número nada (Zero).

    Quem não entendeu oq eu quis explicar aqui responde aí em baixo e fala “EU” após a leitura disso tudo.

  66. beatris Says:

    vc e um cuzao /???????????///

  67. Douglas Says:

    Faze o que se nóis é tudo loco

  68. Where i got my ex back Says:

    Am MRS GRACE BENSON from freetown my husband broke up with me last week and i tried deferent types of solutions including love doctors spell casters and nothing good came of out it so i was about to give up then i came across this temple on the internet so i said i should give it a try to my suprise the temple ask me of some information which i give and said it will cast some spell that in four day time my ex husband will be back with me that all i have to do is to wait till four days so i did and i started seeing result in the third day my ex started contacting me and in the forth day he finally came back to me right now am so happy and i thank God for coming across this temple the temple really help me to rescue my relationship i decided to share my experience cause i know it will help some other person wish you the best of luck to contact the temple here is it email address :earlierthebetterspelltemple@gmail.com

  69. richards Says:

    Спасибо за заклинание Я просто хочу, кто когда-либо читает это сказать быстро благодаря earlierthebetterspelltemple@gmail.comдля заклинания я получил от него, который восстановил мои отношения в течение трех дней прямо сейчас я не делаю, что бы со мной, если бы не Вы записываете

  70. NARCELIO Says:

    BOM DIA, SOU DA CIDADE DE PIRES FERREIRA, ESTADO DO CEARÁ, PROCURO POR MEU IRMÃO QUE MORA EM LUZIANIA GOIAS, A ULTIMA VEZ QUE ELE ESCREU UMA CARTA DANDO NOTICIAS FOI EM 1970, SEU ENDEREÇO ERA ESSE, RUA JOSÉ DE MELO 541, LUZIANIA GOIAS, ELE DISSE QUE MORAVA NA FAZENDA DEUS MELIVRE, SEU NOME É ADERÇO SIMPLICIO DA SILVA, QUEM ESTA A SUA PROCURA É SUA IRMÃO LUIZA SIMPLICIO DA SILVA, SÃO FILHOS DE COSMA PEREIRA DE SOUSA E ANTONIO RODRIGUES DA SILVA,POR GENTILEZA AJUDE A DIVULGAR ESSA INFORMAÇÃO, POIS JA FAZ 43 ANOS QUE NÃO TENHO NOTICIAS DO MESMO TENHO ESPERANÇA DE REENCONTRAR MEU IRMÃO, QUE DEUS ABENÇOE TODOAS AS PESSOAS QUE ESTÃO ME AJUDANDO, FONE PARA CONTATO: TIM 0418897149559, FALAR COM NARCELIO.


  71. Qual éo meu email no twitter


  72. Não cosigo adccionar minha foto de perfil e qual éo meu url

  73. DanielEnyson Says:

    Meu vascão está de vagar neste campeonato


  74. eu só quero saber email de twitter

  75. Maria do Socorro de Oliveira Says:

    sr. Leandro, vc e uma pessoa muito humana, e u peço a Deus que abençoe seu trabalho e sua familia. abraços, Socorro, cidade Ocidental goias. fone 61 8490 2920

  76. marisa Says:

    Alerta para a população que desconhecem as Armas Neuroeletronicas

    Existe um crime hediondo que está acontecendo nos vários estados do Brasil chamado controle mental por uma arma psicotronica a tecnologia segue as especificações da patente 3951134 registrado nos EUA com o nome Aparelho e Método para monitoramento e alteração remota isso permite a tortura psicotronica controle mental através de rádio frequência eletromagnética com o uso de implante ou assinatura cerebral. O mantimento de cárcere mental de vidas humanas. O crime organizado utiliza essa tecnologia no tráfico de drogas e gente para fraudar concursos públicos, vestibular ou simplesmente para torturar pessoas. Leiam mais no Google sites controle mental, voz intracraniana, V2K tecnologia, tortura psicotronica, eyes tracker, gang stalking, target individual, telepatia sintética, ICAACT.ORG Neuro Revolução. O equipamento um computador pessoal com o software de mapeamento e escaneamento cerebral um leitor biométrico uma antena interna que se comunica com as externas de porte maior de telefonia movel responsável por emitir o sinal para o cérebro do alvo isso tudo via satélite ou seja a vítima não tem como escapar desse assédio. Trata se de um software aberto no computador e pronto. Esse equipamento muito avançado pode ser catastrófico se cair em mãos erradas. O que de fato já aconteceu, os bandidos bombardeiam a biologia do corpo principalmente na cabeça p desnortear a pessoa. Toda dor sofrimento que uma pessoa ou grupo provocarem em outra sem o direito de defesa é crime hediondo. Os tribunais devem ficar alerta pois estes e outros tipos de rastreamento estão surgindo com a desculpa de proteção para as pessoas. A solução mais prática seria a Anatel identificasse onde e como funciona desativá las onde também autoridades responsáveis conhecedoras do ônus como a Abin e serviços de inteligência assim como o Ministério Público, Federal, Estadual e Polícia Federal. O maior crime do mundo a invasão de um corpo humano, brainnet a escravidão do século XXI. Armas Neuroeletronicas já estão sendo usadas contra cidadãos brasileiros.

  77. marisa Says:

    Escuta dos pensamentos por ondas eletromagnéticas = ondas de rádio

    Os neurocientistas avançam nas pesquisas e ninguém se interessa em saber, sendo que no futuro todos podem se tornar uma vítima de tortura psicotronica, tortura psicológica utilizando meios eletrônicos. Esse mecanismo de tortura moderna e eliminação dos direitos humanos e da privacidade individual permite o rastreamento e controle total sobre o objeto e ou pessoas que o software for determinado ou programado. Esse programa ilegal e clandestino de experimentos em seres humanos visa debilitar o individuo através de tortura e medir a reação das pessoas sob extresse extremo. Os criminosos adentram o cérebro humano 24hs a conexão pode vir de várias pessoas ao mesmo tempo leitura do córtex visual através da interface cérebro computador utilizando antenas de telefonia móvel, durante o repouso noturno a vítima continua sob ataque as introjecoes podem ocorrer de diversas maneiras gritos que fazem com que você se levante assustado não audíveis por mais ninguém introjecoes de imagens nos sonhos. Saibam mais no Google sites Remote neural monitoring eletronic brain synthetic telepathy, psychotronic weapons

  78. marisa Says:

    Mentes conectadas e invasão da mente alheia

    Meu nome é Marisa eu sou vítima de Armas Neuroeletronicas. Já existem inúmeras vítimas no nosso país, isso está acontecendo no mundo inteiro. Pessoa alguma esta isenta de ser conectada e se tornar uma vítima. Ditos empresários estão se aproveitando de vitimas que ignoram e fazendo nas de escravas para o manuseio de quadrilhas inteiras que estão usurpando estes corpos. O mais delirante de tudo isso é a audácia destes criminosos invadirem os corpos das pessoas a casa a privacidade do corpo das vítimas aproveitando se desta programação aterrorizando as vítimas com envio de vozes sons cheiros nas mãos de lacaios toda essa técnica apavorante e um corpo sendo manuseado e torturado à certa distância. A respeito da Arma é uma programação científica feita por neurofisiologistas o qual seria para uso médico e com alcance à distância para facilitar o contato médico paciente. Acontece que facínoras estão de posse desta programação e se divertindo conectando mentes humanas à revelia. Neste ato com abusos diversos acompanham tudo o que as vítimas pensam falam agem fazendo as mais diversas torturas nos corpos das vítimas. Sorriam vocês estão sendo filmados pelos seus olhos! Ajudem a divulgar por gentileza. Obrigado

    marisanogueira123@yahoo.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s